Ana Paula do Vale Advogada

PortugueseEnglish

Mediação e Resolução de Conflitos

Um mediador não é um juiz. O Mediador apenas ajuda as Partes a trabalhar para a solução de sua controvérsia. As Partes tomam a decisão sobre como será sua liquidação final. Este processo não é unilateral. Em outras palavras, uma Parte sozinha não decide o resultado. Ambas as Partes desempenham um papel crítico para determinar se haverá um acordo. Cada Parte detém o direito de veto de cinquenta por cento sobre a aceitação ou não da proposta da outra. O princípio da autodeterminação das Partes garante que as Partes sejam mais capazes de apresentar suas próprias soluções para atender às necessidades de sua família ou de sua empresa. A Autodeterminação inclui o direito das Partes de encerrar a Mediação e levar a questão ao Tribunal.

Combater uma questão na Justiça é caro e é um processo lento. O litígio tem muitos custos ocultos – A mediação não tem custos ocultos e a mediação não está vinculada a regras de tempo. É um processo que pode ocorrer a qualquer momento e em qualquer lugar.

O Mediador não julga as Partes. O Mediador não julga as questões em disputa. O papel do Mediador é o de facilitar as discussões para ajudar as Partes a resolver sua disputa e chegar a um acordo.